fundo parallax

Sustentabilidade

Resíduos

Outra importante linha de trabalho da JBS é a gestão dos resíduos sólidos gerados nos processos produtivos. O principal objetivo é estabelecer a correta destinação, assim como o tratamento adequado aos resíduos. Com isso, impactos ambientais são evitados, entre eles a formação de metano (CH4), um dos gases do efeito estufa.

Assim, a JBS assumiu o compromisso de reciclar ou reaproveitar o maior contingente possível de seus resíduos, para reduzir o envio aos aterros e outras destinações, além de apoiar, no Brasil, ações para promoção da reciclagem das embalagens pós-consumo por meio de programas de logística reversa.

RESÍDUOS INDUSTRIAIS



O gerenciamento de resíduos sólidos faz parte da rotina de todas as unidades da JBS no mundo e tem os seguintes objetivos:


As práticas adotadas estão em linha com a legislação vigente nos países em que atua. No Brasil, os materiais com potencial de reciclagem são separados e destinados para empresas recicladoras. A JBS também mantém parcerias com empresas de compostagem, que transformam orgânicos em compostos que podem ser utilizados, por exemplo, como adubo em lavouras. Os resíduos não recicláveis, perigosos e com risco à saúde, por sua vez, são separados para a correta destinação final.

O planejamento quanto à destinação correta dos resíduos segue um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS). A Companhia conta ainda com a atuação da JBS Ambiental, que faz a destinação dos resíduos pós-industriais de algumas fábricas, avaliando o histórico legal de cada cliente ou prestador de serviço.


PERFORMANCE

Destinação (t) 2019 2018 2017
Total 1.413.463 1.361.124 1.173.405
Aterro próprio 1,36% 1,73% 1,95%
Aterro terceiro 20,30% 11,29% 7,16%
Compostagem 28,92% 35,87% 40,63%
Incineração 0,03% 0,12% 0,07%
Reciclagem 14,43% 14,69% 14,23%
Reaproveitamento energético 1,58% 1,18% 1,23%
Coprocessamento 2,77% 2,65% 2,37%
Fertirrigação 25,14% 25,80% 24,85%
Outros 5,47% 6,67% 7,52%

CLASSIFICAÇÃO

2019 2018 2017
Perigoso 2,3% 2,2% 0,5%
Não-perigoso 97,7% 97,8% 99,5%

Em média, são reaproveitados mais de 48% dos resíduos gerados, sendo destinados para compostagem, reciclagem, reaproveitamento energético e cogeração

JBS AMBIENTAL



A JBS Ambiental é uma Unidade de Negócios voltada à gestão de resíduos sólidos e soluções de reciclagem e economia circular para o negócio.

Conceitos como o da economia circular, onde resíduos de uma cadeia produtiva se tornam matéria-prima de outras, não apenas fazem parte do cotidiano da JBS, como, na JBS Novos Negócios, estão no centro de modelo de valor. Em diversas operações da empresa, materiais anteriormente descartados se tornam a base de novos produtos.

Nessa linha, a JBS Ambiental realiza a gestão de resíduos do seu Negócio, prestando serviço para as diversas plantas da empresa no Brasil, e, ao mesmo tempo, desenvolve produtos e soluções a partir do resíduo industrial. Parte desse material retorna às operações como sacos de lixo, filmes termoencolhíveis, capas protetoras de paletes e bandejas. Conheça mais sobre a atuação da JBS Ambiental clicando aqui.

PERFORMANCE

VOLUMES GERENCIADOS PELA JBS AMBIENTAL

(mil ton) 2019 2018 2017
Papelão 3,70 3,16 3,06
Plásticos 3,37 2,84 4,03
Metal 8,03 6,10 6,09
Óleo, similares 0,05 0,04 0,04
Outros 1,66 2,27 1,85
Não recicláveis 7,10 3,85 3,40
Total 23,90 18,26 18,46
Lâmpadas (unidades) 5.457 15.031,00 13.732,00

PRODUTOS JBS AMBIENTAL

(ton) 2019 2018 2017
Resinas plásticas recicladas 2.432 3.144 3.105
Podutos plásticos reciclados* 2.189 1.119 492

(*) Produtos plásticos reciclados incluem sacos de lixo, filmes termoencolíveis, capas, bandejas e outros itens.