Mudanças Climáticas

O aquecimento global é um dos maiores desafios da história da humanidade e, por seu porte e sua relevância como uma das maiores produtoras de alimentos do mundo, a JBS assumiu o compromisso de zerar o balanço de suas emissões de gases causadores do efeito estufa até 2040, reduzindo suas emissões diretas e indiretas (escopos 1, 2 e 3) e compensando toda a emissão residual, garantindo assim a entrega de produtos com o menor impacto possível no meio ambiente.

Há 11 anos, a JBS realiza seu inventário anual de emissões de GEE, de acordo com a metodologia internacional GHG Protocol e publica seu inventário global na Plataforma Registro Público de Emissões do Programa GHG Protocol Brasil e no CDP. A Companhia monitora e contabiliza as emissões de GEE de suas operações e as reporta dentro dos escopos 1, 2 e 3.

Para diminuir sua pegada de carbono e garantir a entrega de produtos com menor impacto ambiental, a JBS já adota várias ações. A adesão de iniciativas e práticas para medir e reduzir a emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) nos processos produtivos, na matriz energética e na logística de transporte representam alguns desses esforços.

São realizados inventários anuais das operações da JBS no Brasil desde 2009, geridos, atualmente, por um sistema informatizado, que permite acompanhar a performance de cada unidade por meio do histórico de emissões ao longo dos anos.

Tais informações são reportadas no Programa Brasileiro GHG Protocol, no CDP Mudanças Climáticas, no CDP Florestas, e aos Governos do Estado de São Paulo e do Paraná, de forma a atender os programas voluntários ‘Protocolo São Paulo’ e ‘Selo Clima Paraná’ respectivamente. As ações da JBS também integram a carteira do Índice de Carbono Eficiente (ICO2) da B3.

Esses reportes conferiram à JBS os Selos GHG Protocol Ouro, Selo Clima Paraná Ouro.

Programa Brasileiro GHG Protocol

No escopo 1, são reportadas emissões diretas, assim definidas por simbolizar aquelas sobre as quais a Companhia possui responsabilidade direta. Nesse escopo, encontram-se as emissões provenientes das frotas próprias, de combustíveis utilizados na geração de energia ou calor na operação, das lagoas de tratamento de efluentes, gases refrigerantes e da fermentação entérica dos animais confinados em operações da Companhia, entre outros.

Os escopos 2 e 3 contabilizam, respectivamente, as emissões indiretas de energia, assim classificadas por se tratarem de fontes sobre as quais a empresa não possui responsabilidade ou sua responsabilidade é indireta. Exemplos de emissão de escopo 2 são aquelas provenientes do uso de energia elétrica. Entre as de escopo 3, encontram-se as emissões de frota terceira, viagens aéreas comerciais, decomposição dos resíduos em aterros, entre outras.

Para saber mais sobre os dados reportados da performance da Companhia em Mudanças Climáticas, acesse a Central de Indicadores da JBS.

COMPROMISSO

Em 2021, a Companhia assumiu o compromisso de ser Net Zero em emissões até 2040. A JBS vai zerar o balanço de suas emissões de gasescausadores do efeito estufa, reduzindo suas emissões diretas e indiretas (escopos 1, 2 e 3) e compensando toda a emissão residual. A Companhia fornecerá um plano de ação, sustentado em metas baseadas na ciência, consistente com os critérios estabelecidos pela Science-Based Targets Initiative (SBT) – veja mais aqui.