fundo parallax

Sustentabilidade

MATERIALIDADE E ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS

Em função da sua diversidade de atuação, os Negócios e áreas da JBS determinam suas próprias metas e procedimentos para obter uma produção mais sustentável, inclusive no desenvolvimento de políticas que estejam de acordo com os padrões do país e do setor.

O mesmo ocorre em relação aos processos de diálogo e engajamento com stakeholders, construído localmente, com base em relacionamentos legítimos e orientados pelo desenvolvimento sustentável da JBS.

Essa multiplicidade de realidades e abordagens é unificada pelos valores da Companhia, pelo princípio da precaução e pela matriz de materialidade, que apresenta os quatro temas prioritários de sustentabilidade para a JBS e seus stakeholders.

Para o desenvolvimento da matriz de materialidade em sustentabilidade, foram levadas em conta metodologias e condições das operações da Companhia ao redor do mundo, determinadas a partir de entrevistas com os principais executivos da JBS. O resultado dessas conversas foi cruzado com as entrevistas feitas com representantes dos principais stakeholders da Companhia (investidores, fornecedores, clientes dos mercados interno e externo, governo e sociedade civil organizada), determinados a partir do critério de alto nível de exigência em temas relacionados à sustentabilidade e legitimidade junto à sua categoria.

A partir desse diagnóstico, foram desenvolvidas matrizes de materialidade para cada Negócio. Com base nelas, em um fórum formado pelas equipes de sustentabilidade de todas as regiões, foram mapeados os quatro pilares que melhor representam os desafios globais da Companhia:


Responsabilidade social

Bem-estar animal

Integridade do produto

Gestão ambiental

Em função dessa metodologia, voltada para a formação de consenso, a materialidade da JBS não apresenta pesos ou priorizações. Os quatro temas têm grande importância na formulação da estratégia e na condução das ações da empresa.