Criação, Transporte e Produção

A criação é uma etapa fundamental para o acompanhamento das práticas de bem-estar animal. Cada cadeia de proteína é atendida de acordo com as melhores práticas globais, em linha com suas peculiaridades.

A criação de aves, suínos e bovinos envolve operações próprias ou terceirizadas. Em comum, todas as linhas de produtos têm a saúde e a segurança dos animais como prioridade, e isso é garantido por meio de visitas técnicas, manuais, procedimentos e políticas, auditorias e treinamentos.

Bovinos

No Brasil, a Friboi utiliza o Animal Handling Guide, escrito pela Dra. Temple Grandin em parceria com o comitê de bem-estar animal do North American Meat Institute (NAMI), como uma das principais normas técnicas de bem-estar animal nas unidades de processamento.

Com cerca de 30 mil fazendas fornecedoras de bovinos ativas, a empresa incentiva a adoção das melhores práticas nas propriedades rurais, realizando campanhas, palestras e seminários, além de patrocinar programas de engajamento dos fornecedores. Também disponibiliza, em sua plataforma digital, materiais técnicos sobre saúde e bem-estar animal elaborados pelo seu próprio corpo técnico, assim como manuais de Boas Práticas de Manejo do Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal (Grupo Etco), patrocinados e relançados pela JBS.

Dessa parcela de animais que passam por algum confinamento, uma pequena parte é proveniente dos confinamentos da JBS, nos quais é desenvolvido um trabalho de fomento e promoção do Bem-estar Animal, por meio de treinamento periódico da equipe de manejo, melhoria contínua das instalações e implementação de ações corretivas, quando necessário. Além disso, em todas as unidades de confinamento, está em fase de implantação um sistema de câmeras de monitoramento nos currais de manejo, para que os trabalhos realizados nesse local possam ser monitorados à distância.



Aves e suínos

Todas as aves e suínos são criados por mais de 9 mil produtores em granjas com controle de ambiência, ou seja, com as melhores condições de iluminação, ventilação, umidade, temperatura, qualidade de cama (no caso de aves) e biosseguridade.

A cama de aviário (forração do chão dos galpões) é constituída por material seco, macio e que proporciona conforto adequado aos animais. A qualidade da água é monitorada de maneira rotineira. A ração é formulada para suprir todas as necessidades nutricionais diárias dos animais e produzida por fábricas de rações próprias, onde a qualidade dos insumos é totalmente supervisionada por técnicos capacitados.

Vários procedimentos e controles são parte dos procedimentos de rotina para garantir os parâmetros de bem-estar animal em toda a cadeia produtiva. A adequação de estruturas e equipamentos é constante e há procedimentos de emergência descritos para o caso de anomalias relevantes nos processos. Uma série de indicadores é utilizada para mensurar as condições de bem-estar animal, tais como: tempo de transporte; viabilidade; calos de pata; ganho de peso; densidade; e eclosão. Quando verificado algum desvio nesses parâmetros, ações corretivas são tomadas.


Transporte

A JBS investe constante mente em projetos de melhoria e modernização dos veículos de transporte de animais, assim como na renovação da frota própria, com o objetivo de aumentar a segurança e o conforto dos animais durante o transporte. Todos os motoristas são treinados, no mínimo, anualmente.

A companhia acompanha o processo de controle e bem-estar animal em todas as etapas, desde a criação, passando pelo transporte, até a produção.

Na logística de animais vivos da Seara, os veículos circulam preferencialmente pelos melhores acessos, considerando sempre distância, tempo de viagem e velocidade no percurso.

A Friboi tem controles e metas de originar animais de fazendas próximas às suas unidades, estrategicamente localizadas. O transporte é realizado por veículos próprios da JBS e de prestadores de serviços.

Em ambos os casos, os veículos e motoristas são auditados periodicamente pelas equipes de Garantia da Qualidade das unidades produtivas, a fim de que a qualidade do serviço prestado seja mantida e aprimorada.

Produção

A JBS investe constantemente em inovação e melhorias nas instalações, na aquisição dos melhores equipamentos e em estruturas disponíveis no mercado. Além disso, promove o treinamento de equipes especializadas, mantidas nas unidades de produção para acompanhar desde o recebimento dos animais e, assim, garantir o bem-estar até o momento do processamento. O desempenho em todas as etapas é avaliado e auditado regularmente, interna e externamente, com o uso de métricas específicas.

Todas as operações cumprem as legislações e normas técnicas locais, assim como os princípios de liberdade animal e de abate humanitário. Por questões comerciais, a JBS adota diretrizes religiosas em respeito às características culturais e à diversidade dos mercados em que atua.

A Friboi é pioneira do setor de processamento de carne bovina no Brasil na utilização de um sistema de câmeras para monitoramento de indicadores de bem-estar animal.

A Seara se comprometeu em adquirir, até 2020, ovos como matéria-prima exclusivamente de origem cage-free. A empresa atendeu ao seu compromisso para 100% do portfólio de produtos.

Porém, em dezembro de 2020, com a aquisição dos ativos de margarina e maionese da Bunge, os novos produtos que integraram o portfólio da Seara terão sua transição realizada até 2025. O volume de ovos cage-free adquirido no primeiro semestre de 2021 corresponde a 40% do total comprado.