Desenvolvido pela JBS Biodiesel em parceria com a JBS Ambiental, o programa Óleo Amigo recuperou em 2019 [...]

fundo parallax

Comunicação

Henrique Batista, à frente da Marba, fala sobre o negócio

Executivo destaca a marca forte e grande presença no mercado de industrializados

1 – Henrique, pode nos falar um pouco sobre a marca , sua história e portfólio, que passaram a agregar ao da JBS?

A foi fundada em 1961 por Mário e Basílio () no bairro do Ipiranga, assim surgiu o nome . No ano de 1971, foi inaugurada a unidade de São Bernardo do Campo-SP, onde começa o processo de expansão. Em 1999, a consolida a liderança de Mortadelas e está entre os cinco maiores produtores de industrializados no Brasil, lançando novos SKUs como Linguiças e Presunto. Em 2014, a empresa volta para a mídia com a campanha “Essa é de Casa” reforçando a popularidade e presença nos lares do público paulista. Em 2020, a passa a fazer parte do grupo JBS, alinhada à estratégia da companhia de ampliar seu portfólio de marcas com produtos de maior valor agregado.

 2 – Como foi o processo de aquisição, inserção da Cultura, e quantos colaboradores e Unidades a empresa possui?

Aquisição: em novembro foi anunciada a compra da pela JBS, nesta ocasião, fui convidado para liderar a empresa como uma unidade de negócio da Seara. Dia 23 de dezembro foi o início do meu desafio na . Desde o começo fui muito bem recebido, as pessoas, assim como na JBS, são humildes e receptivas.

Inserção da Cultura: Começamos o processo de aculturamento através da disseminação dos nossos Valores, Missão e Crenças. Plotamos os Valores JBS no escritório e áreas de acesso dos colaboradores. Estas ações fazem com que as pessoas tenham conhecimento da empresa a qual estão sendo inseridas além de uma oportunidade de mostrar a cada um o nosso jeito de ser. Em paralelo à Cultura realizamos diversas adequações buscando um melhor acolhimento e bem-estar dos nossos colaboradores, como reforma e revitalização dos ambientes (Restaurante, Sala de Pausa, Vestiários e Banheiros). Realizamos treinamentos online com a Equipe Comercial alinhando expectativas da área e reciclando o time em rotinas de vendas, produtos e negociação. Frentes de segurança do trabalho foram implementadas e intensificadas, como falamos: Segurança é Inegociável.

Olhando para este período em que estou liderando o negócio percebo os colaboradores engajados e receptivos ao processo de mudança. O grande desafio enquanto líder é manter as pessoas alinhadas com a nossa Cultura sem perder o que é tão visível: o amor pela marca .

Quantidade colaboradores: Hoje a conta com 643 colaboradores. Atualmente temos uma unidade localizada em São Bernardo do Campo. Na aquisição, a Unidade localizada em Taquaritinga/SP de Jerked Beef passou a fazer parte do negócio Friboi.

3 – Qual será o foco do negócio para o segundo semestre desse ano e planos de crescimento?

O nosso foco desde o começo vem sendo na qualidade e padronização dos nossos produtos, bem como no fortalecimento da marca no estado de São Paulo, principalmente na categoria de Mortadelas. Para isso fizemos algumas mudanças na fábrica, transformando a unidade de São Bernardo do Campo em uma unidade especialista na produção de Mortadelas. Atualmente buscamos fortalecer a marca resgatando a preferência do consumidor e a liderança em Mortadelas.

 4 – A já é uma marca bastante consolidada. Temos planos de entrar novos segmentos e mercados?  

A marca é consolidada no Estado de São Paulo, norte do Paraná, interior do Rio de Janeiro e sul de Minas Gerais. Vamos manter nossa atuação nessas regiões onde o consumidor tem uma lembrança afetiva e preferência pela marca. Em paralelo temos planos de expandir nosso portfólio de Mortadelas diferenciadas além de diversificar as linhas de presuntaria complementando nosso mix.

 5 – Henrique, você integrava o time da Friboi e assumiu a diretoria da . Pode nos falar um pouco sobre sua trajetória e visão de liderança?

Trajetória: Comecei minha trajetória na JBS em 2015 na área de Marketing de Produto da Seara, onde fiquei cerca de um ano. Em seguida, fui transferido para a Friboi, onde passei três meses na unidade de Lins buscando conhecer os processos e a área industrial, após este período migrei para a área comercial passando por algumas regionais e por último em Grandes Redes. Depois disso, fui convidado para liderar a unidade de de Jerked Beef e a unidade de Cajamar da Friboi, esta experiência foi desafiadora por ser um mercado e uma dinâmica totalmente diferentes do que tinha vivido no negócio in natura. Apesar dos desafios encontrados conseguimos consolidar o time e aumentar expressivamente os volumes, o que atribuo ao comprometimento e atitude de dono da Equipe.

Visão de Liderança: Como líder do negócio, acredito que devemos colocar a pessoa certa no lugar certo e engajar a Equipe de forma participativa em todas as áreas; eliminando burocracia e simplificando os processos, promovendo assim a autonomia e agilidade na tomada de decisão.


Conteúdos relacionados: