SEARA VENCE PRÊMIO DE EDUCAÇÃO POR PROJETO COM JOVENS E ADULTOS

 

Colaboradores são convidados a estudar durante o horário de trabalho.

Janete Stein, operadora de produção, conta como foi aprender a ler e escrever aos 50 anos

 

Toda terça e quinta-feira, das 14h às 16h, a colaboradora Janete Stein deixa a sala de miúdos da unidade de Seara (SC) para pegar no papel e na caneta. Aos 50 anos, foi ali dentro da fábrica mesmo que ela escreveu seu nome pela primeira vez. E foi mais longe: aprendeu a ler e a escrever para contar com suas próprias palavras sua história de vida e superação.

 

Janete integra um projeto que a Seara tem em parceria com o Sesi para a educação de jovens e adultos, desde a alfabetização até o Ensino Médio, que acaba de ser reconhecido com o prêmio Santa Catarina pela Educação, da FIESC, na categoria “Elevação da Escolaridade Básica”, tendo concorrido com outras 250 empresas.

 

Nascida em uma família de seis filhos, em Lagoão (RS), Janete conta que seus pais não proporcionaram a ela a oportunidade de frequentar a escola. “Quando eu era pequena, isso não era uma coisa obrigatória. O tempo foi passando e a gente se acostuma. Jamais imaginei que teria a oportunidade de aprender a ler e a escrever dentro do meu trabalho. Isso mudou a minha vida”, afirma.

 

O projeto começou na unidade há pouco mais de dois anos e, desde então, cerca de 70 colaboradores foram beneficiados. No primeiro semestre de 2019, acontecerá a formatura da primeira turma.