fundo parallax

#TempoDeCasaJBS Conheça a história do Juan Carlos Lozano

Redação Conteúdo -

Redação Conteúdo 29 de dezembro de 2020

O “Tempo de Casa” é reconhecimento dado aos colaboradores que estão conosco há alguns anos. Nessa celebração os funcionários que já estão conosco há algum tempo, recebem um presente e um certificado. Além disso, os funcionários da matriz ganham novos crachás com cores que correspondem ao seus anos na JBS, sendo eles: cinza para 2 anos de empresa, vermelho para até 5 anos, verde para 6 a 10 anos, azul para 11 a 20 anos e mais de 21 anos os colaboradores ganham um crachá dourado – uau, que honra!

 

Um crachá dourado e muita história para contar.

Imagina a quantidade de histórias que tem um crachá dourado? Para saber um pouco mais sobre a história desses colaboradores, nós conversamos com o Juan Carlos, Gerente Executivo de Vendas Institucionais. Ele entrou na empresa em outubro de 1999 e assim como muitos jovens da sua cidade, era o seu sonho trabalhar em uma empresa do porte da JBS.

E o que podemos adiantar sobre esses 21 anos de JBS? Olha, o Juan passou por várias mudanças na sua carreira, seja trabalhando em diferentes áreas e até enfrentando mudanças de cidade, mas ele garante que essas experiências o fizeram um profissional mais completo – como ele mesmo gosta de dizer.

 

Conta pra gente o que te fez ficar na JBS por tanto tempo e querer construir uma carreira?

Desde o princípio me senti à vontade para buscar novos desafios, a empresa me inspirava muito a conquistar isso. Claro que no começo você só quer aprender e desempenhar bem sua função atual, mas com o passar dos anos, conforme você vai ganhando experiência, quer voar mais alto – e a JBS me deu essa liberdade.

Morei em várias cidades, tendo a oportunidade de crescer de forma profissional e pessoal, e isso aumentava cada vez mais minha vontade de fazer carreira dentro da empresa.

 

Nesse tempo você deve ter participado de muitos projetos bacanas, certo? Conta um projeto que você participou ou até uma memória boa que te fez perceber que esse era o lugar para você.

Logo que vim morar em São Paulo participei da expansão do Varejo de Planta, e lembro que pensava: “Essa empresa é diferente mesmo, além de vender carne nos grandes centros comerciais ela está fornecendo produtos ao redor desse imenso Brasil em cidades pequenas com a mesma política de entregas em 24 horas”. 

Ou seja, uma grande empresa que pensa na importância de cada cliente, assim, podendo estar na mesa de cada brasileiro oferecendo alimento de qualidade para todas as famílias, para mim isso era incrível.

 

E essa vivência na JBS influenciou a sua vida? Como você enxerga o Juan de antes e depois de trabalhar na empresa.

Vivi mais da metade da minha vida dentro do frigorífico, hoje com 41 anos e 21 anos de empresa e vejo como os valores da companhia se encaixam perfeitamente com os valores que carrego na minha vida – me tornado um profissional e indivíduo que busca sempre fazer o melhor a cada dia. Com toda essa vivência, hoje, busco passar estes valores para todos que trabalham comigo, fortalecendo ainda mais esse nosso “jeitão de trabalho”.

 

E você consegue contar uma curiosidade sobre como é trabalhar na JBS? Algo que você tenha aprendido ao longo desses anos.

Um grande diferencial da JBS é que os valores aplicados na companhia não são apenas palavras que estão escritas na parede, eles fazem parte da essência de cada colaborador de uma forma super verdadeira.

 

E para finalizar, conta pra gente uma dica de dourada para quem sonha em construir uma carreira como a sua?

A JBS é uma empresa que valoriza muito as pessoas que se dedicam e fazem o seu melhor. Se você quer crescer, a empresa certamente lhe dará as oportunidades, basta você agarrá-las com atitude de quem quer fazer a diferença.

faça parte