JBS PUBLICA RELATÓRIO DE AUDITORIA INDEPENDENTE EM ATENDIMENTO

AO COMPROMISSO PÚBLICO DA PECUÁRIA

 

Companhia registrou, pelo quarto ano consecutivo, mais de 99,9% de conformidade socioambiental

na aquisição de matéria-prima do Bioma Amazônia

 

A JBS divulga hoje (7) seu novo relatório anual de auditoria independente que atesta que, em 2017, 99,99% de suas compras de gado realizadas de fazendas localizadas no Bioma Amazônia foram feitas de acordo com o Compromisso Público da Pecuária e com a sua Política de Compra Responsável de Matéria-prima.O resultado ficou acima do últimorelatório,de 2016, quando a empresa alcançou 99,97% de conformidade. Os dados foram avaliados pela empresa de auditoria independente DNV GL, reconhecida mundialmente por trabalhos de auditoriasocioambiental.

 

Entre os critérios definidos pelo Compromisso Público da Pecuária estão a não aquisição de animais de fazendas com desmatamento,que possuam áreas embargadas pelo Ibama, que utilizem áreas protegidas – como terras indígenas ou unidade de conservação ambiental – para criação de gado ou, ainda,que tenham casos de utilização de mão de obra análoga à escrava.

 

A DNV GL analisou mais de 9,9 mil operações de compra de gado realizadas ao longo do ano passado pelas 21 unidades da Companhia que operam no Bioma Amazônia.

 

Para garantir que a compra das matérias-primas atende aos critérios socioambientais estabelecidos, a empresa possui um sistema de monitoramento para verificar as condições das fazendas de todos os seus fornecedores de gado. O sistema utiliza imagens de satélite, dados georreferenciados das fazendas e informações de órgãos de governo como base para a análise diária de mais de 80 mil fornecedores de gado no Brasil –sendo que mais de 49 mil estão na região amazônica. O sistema de monitoramento da JBS realiza o mapeamento, por meio de análise de imagens de satélite, de cerca de 59 milhões de hectares (590 mil km²) na região amazônica, localizados em mais de 400 municípios.

 

Para acessar o relatório de auditoria da JBS na íntegra, clique aqui.