fundo parallax

Comunicação

Programa da JBS ajuda mais de 800 famílias da Região Amazônica

Mil cestas básicas foram direcionadas para povos indígenas, quilombolas, comunidades ribeirinhas e populações urbanas na defesa dos direitos humanos e meio ambiente

A JBS, por meio do “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”, doou mil cestas básicas e mil cartões de alimentação à Associação Kanindé, entidade sem fins lucrativos que atua com povos indígenas, quilombolas, comunidades ribeirinhas e populações urbanas na defesa dos direitos humanos e meio ambiente. Por meio da associação, os alimentos foram distribuídos para mais de 30 municípios da região, inclusive com suporte do movimento Juventude Indígena de Rondônia.

Já os cartões de alimentação começaram a ser distribuídos pela associação para famílias em estado de vulnerabilidade econômica, afetadas pela crise provocada pela pandemia. O financia ainda o trabalho logístico realizado pela Kanindé na distribuição das doações e outra parte dos recursos será direcionada para um projeto de agricultura familiar dos povos indígenas Uru-Eu-Wau-Wau e Paiter Surui, que está entre as ações conduzidas pela campanha de ajuda aos povos da .

No âmbito da iniciativa, a JBS fará no estado de Rondônia a doação de R$ 16,2 milhões, sendo R$ 10 milhões para o Estado e R$ 6,2 milhões para seis cidades rondonienses, beneficiando cerca de 800 mil pessoas. A Associação Kanindé entregou cestas ainda em três municípios no Amazonas e em uma cidade em Mato Grosso. A ação atendeu 806 famílias previamente mapeadas pela entidade, beneficiando aproximadamente 3.500 pessoas na região amazônica.

As terras indígenas Sete de Setembro, Cinta Larga, Uru-Eu-Wau-Wau, Pirahã, Tenharim/Marmelos, Roosevelt, Juma, Aripuanã, a comunidade ribeirinha da Reserva extrativista Lago do Cuniã, entre outras, receberam as doações de cestas da JBS com apoio da Associação Kanindé. Em julho (17), a Companhia também doou 1,6 mil cestas básicas à Federação dos Portadores de Deficiência de Rondônia (FEDER), que capacita pessoas com deficiência para colocação no mercado de trabalho.

Os municípios de Porto Velho, Pimenta Bueno, Cacoal, São Miguel do Guaporé, Colorado do Oeste e Vilhena – todos no estado rondoniense – já receberam doações de milhares de itens como respiradores, ambulância, monitores de sinais vitais, camas clínicas e macas hospitalares de transporte, equipamentos de proteção individual (EPIs) – aventais, luvas de procedimentos, máscaras cirúrgicas e N95, macacões impermeáveis, propés e toucas – e itens de higiene e limpeza (álcool líquido e em gel, água sanitária e sabonete líquido e sacos de lixo).


Conteúdos relacionados: