Em 2019, a Companhia reforçou as ações de Compliance [...]

fundo parallax

Comunicação

JBS é a empresa mais sustentável das Américas, segundo estudo global

Levantamento anual do CDP aponta que a JBS lidera em todos os critérios entre as empresas do setor no continente americano

O CDP, maior e mais respeitada plataforma global de informações corporativas de sustentabilidade, divulgou recentemente os resultados do estudo relativo ao ano de 2019, que demonstram que a JBS lidera em todos os critérios avaliados quando comparada com as suas principais concorrentes na América do Sul e nos Estados Unidos.

No estudo, as empresas do setor (Food, beverage & tobacco) foram avaliadas em cinco critérios: Mudanças Climáticas; Segurança Hídrica; Floresta: Produtos Madeireiros; Floresta: Pecuária; e Floresta: Soja. Os resultados da JBS foram superiores à média das principais empresas do setor que atuam nos maiores mercados de proteína animal.

JBSMédia do setor na América do SulMédia do setor nos Estados UnidosMédia Global (Todos os setores)
Mudanças ClimáticasBCC+C
Segurança HídricaBBC-B-
Floresta: PecuáriaBCCC
Floresta: Produtos MadeireirosBCDC
Floresta: SojaB-CCC


“Esse resultado é muito relevante, pois atesta que os esforços da JBS, que há mais de 10 anos vem investindo fortemente em ações concretas em toda sua cadeia de valor, estão impactando positivamente em questões fundamentais como no combate às mudanças climáticas e ao desmatamento”, ressalta Márcio Nappo, diretor de Sustentabilidade da JBS.

O desempenho da Companhia foi positivo não apenas quando comparado com as empresas do segmento. A média global B, obtida pela JBS, também foi superior a de gigantes de outros setores e a coloca entre as melhores do mundo nos temas analisados pelo CDP. Esse resultado foi alcançado graças aos avanços da empresa em ações relacionadas à política de compra responsável de gado e critérios socioambientais aplicados aos seus fornecedores, além da sua atuação consistente para a gestão e redução de suas emissões diretas de Gases de Efeito Estufa (GEE).

A JBS tem investido fortemente no uso em larga escala de energia de fontes renováveis, a partir da cogeração e uso de biomassa e, principalmente, por meio da utilização de grandes quantidades de resíduos orgânicos de sua operação para geração de energia. Também vale ressaltar que a JBS Biodiesel, unidade produtora de biocombustíveis da Companhia no Brasil, foi a primeira empresa de biocombustíveis do país a obter certificação para emissão de créditos de descarbonização, no âmbito do Programa Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio), demonstrando o pioneirismo da empresa na produção de energias renováveis.

“O CDP parabeniza todas empresas que já entenderam o tamanho do seu impacto e estão dispostas a percorrer o caminho da transparência e sustentabilidade ambiental. O setor privado, e especificamente o do agronegócio, tem um papel vital a desempenhar nesse momento, no qual a emergência climática é um consenso entre os maiores cientistas climáticos e já se pode sentir os efeitos na economia e em nosso dia a dia. A escala dos riscos comerciais do desmatamento e da insegurança hídrica é ampla – assim como as oportunidades de enfrentá-los.  Precisamos agir juntos, enfrentando os riscos ambientais e nos preparando para uma nova economia voltada tanto para as pessoas quanto para o planeta”, diz Lauro Marins, diretor executivo do CDP Latin America.

Veja estudo completo no site do CDP: www.cdp.net