Equipamentos doados podem processar 96 amostras por hora [...]

fundo parallax

Comunicação

JBS DOA 21 EQUIPAMENTOS MÉDICOS PARA ACELERAR TESTAGEM DA COVID NO BRASIL

Equipamentos doados podem processar 96 amostras por hora

 

A JBS, por meio do seu programa de responsabilidade social Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade, doou 21 extratores de RNA e 62 kits de extração para o Ministério da Saúde, que serão destinados ao Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) de estados em todas as regiões do país. Os equipamentos são utilizados na realização dos testes de Covid-19.

Os equipamentos trazem mais rapidez na testagem da doença e cada um tem a capacidade de processar 96 amostras em uma hora. Após a pandemia, o extrator de RNA pode ser utilizado para diagnosticar doenças virais como influenza, HPV, vírus da hepatite B e C entre outras, deixando um legado permanente para a população.

O Lacen das 21 unidades da federação beneficiados começam a receber os equipamentos e os kits de testagem já neste mês. São eles: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírio Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo, Tocantins e Distrito Federal.

Telemedicina no Amazonas
Mais de R$ 1,5 milhão em recursos foram destinados às ONGs com atuação no Amazonas para o atendimento a comunidades remotas na Amazônia por meio de polos de telessaúde, fortalecimento dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e segurança alimentar, via doações de cestas básicas, produtos de higiene e limpeza e de EPIs, a partir de janeiro de 2021. A doação foi realizada pela JBS, por meio do seu programa de responsabilidade social, em parceria com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), que desenvolve a “Aliança COVID Amazonas”.

O projeto beneficiará seis comunidades de difícil acesso no Amazonas: Comunidade São Raimundo da Reserva Extrativista (Resex) Médio Juruá, no município de Carauari; Comunidade Nova Esperança da Resex Baixo Jutaí, no município de Jutaí; Comunidade Marauaá da Resex Auati-Paranã, no município de Fonte Boa; Comunidade Curimatá de Baixo da Resex Capanã Grande, no município de Manicoré; Comunidade Ponto do Campo da Resex CapAnã Grande, no município de Manicoré; Comunidade São Sebastião da Flona Tefé, no município de Tefé. “A telessaúde implementada nas áreas remotas ameniza o sofrimento das populações, evita deslocamentos desnecessários e ainda contribui para o trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde. A parceria também viabilizará a capacitação técnica e instrumentos de trabalho para os ACS como macas, oxímetros, termômetros, entre outros. Além disso, estão previstas ações que beneficiam as comunidades onde esses profissionais residem”, disse o coordenador do Programa de Saúde na Floresta da FAS, Luiz Castro.

UFMT e JBS entregam álcool em gel à comunidade indígena de Gaúcha do Norte (MT)
A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) iniciou a entrega de um lote especial de álcool em gel para indígenas da região de Gaúcha do Norte. Em parceria com a JBS, serão distribuídos ao todo 8 mil litros do produto, que conta com cravo da índia em sua composição, um repelente natural e antifúngico.

Desde o início da pandemia, a Companhia doou 20 mil litros de álcool absoluto para a universidade, utilizados por acadêmicos e pelo corpo técnico do Departamento de Química para a produção de álcool em gel 70% antisséptico para as mãos.

Coordenada pelo professor Dr. Ailton José Terezo, a iniciativa já atendeu diversas comunidades e públicos no estado mato-grossense, incluindo populações ribeirinhas, indígenas e quilombolas.

Programa Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade

Por meio do programa social Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade, a JBS destinou R$ 400 milhões em doações para o enfrentamento da pandemia no País. Desse total, R$ 50 milhões para a área científica, R$ 330 milhões para a saúde pública; e outros R$ 20 milhões para projetos sociais. Foram beneficiados mais de 290 municípios com as ações realizadas pela Companhia em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

Em dezembro, a JBS ainda entregou um tomógrafo ao Hospital de Gaspar (SC). Com a chegada equipamento, até então inédito para a instituição, poderão ser feitos exames em pacientes internados, do Pronto Atendimento, além de permitir a abertura de agenda ambulatorial para a região. Outro tomógrafo foi entregue ao Fundo Municipal de Saúde de Porangatu (GO) para reforçar o atendimento à população.

A partir de janeiro, o Fazer o Bem Faz Bem iniciará uma nova fase de atuação com foco no voluntariado e envolverá os colaboradores das unidades de produção da JBS em mais de 100 municípios. A empresa irá destinar R$ 20 milhões nesta ação. Saiba mais em jbs.com.br/fazerobemfazbem.