fundo parallax

Comunicação

SEARA BATE RECORDE NO TRANSPORTE VIA CABOTAGEM NO PRIMEIRO SEMESTRE DO ANO

Nos últimos dois anos, o transporte por via marítima cresceu 84% e se estabelece

como opção logística relevante para a empresa

 

São Paulo, 16 de julho de 2019 – O primeiro semestre de 2019 foi de crescimento acentuado para o transporte via cabotagem na Seara. O número de embarques realizados pela Companhia no mercado doméstico foi 84% superior ao registrado nos primeiros seis meses de 2017, reforçando o crescimento que já havia sido observado em 2018.

 

A empresa bateu o seu recorde mensal em abril de 2019 e repetiu o feito no mês seguinte, com 284 embarques realizados em cada período. O índice de crescimento reforça o transporte marítimo costeiro como uma opção logística para o país e fortalece a aposta da Seara, que iniciou na modalidade em 2013 e vem evoluindo constantemente desde então.

 

“A produção relevante da Companhia em Santa Catarina, com acesso facilitado aos portos da região, e a redução de custos alcançada com a menor utilização de carretas em rotas de longo percurso, principalmente para os destinos na região Nordeste, motivam a Seara a continuar apostando em cabotagem”, destaca Fábio Artifon, diretor de Logística da Seara Alimentos.

 

Impactos positivos em qualidade e sustentabilidade

 

A cabotagem vem sendo apontada como um dos modais que mais tendem a crescer na movimentação de cargas brasileira. Para o segmento de proteína animal, o transporte nesse modal oferece maior eficiência no controle da temperatura dos produtos, já que o contêiner permanece conectado em fonte de energia elétrica e tem a temperatura monitorada até a chegada ao destino.

 

O transporte por via marítima também gera menor impacto ambiental em comparação com outros modais em razão da menor utilização de combustível (aproximadamente oito vezes menos consumo em relação ao modal rodoviário), e por ter capacidade de transportar maior volume de mercadoria por viagem também se comparado ao modal rodoviário. Segundo o GHG Protocol Brasil, um navio emite 15 vezes menos gases causadores do efeito estufa para conduzir um mesmo volume de carga do que um caminhão refrigerado.

 

“Na Seara, a decisão de incentivar o transporte via cabotagem não é apenas econômica. Esse modal reforça nossa preocupação com a qualidade e a sustentabilidade, dois dos pilares mais relevantes para a Companhia”, reforça Artifon. “Nossa expectativa é continuar crescendo e aumentando os nossos embarques”, complementa o executivo.

 

 

Sobre a Seara
A Seara Alimentos tem forte atuação global nos segmentos de aves, suínos e alimentos preparados. Seu portfólio de marcas inclui Seara, Seara Gourmet, Doriana, Massa Leve, Rezende, Lebon, Frangosul, Confiança, Big Frango, Excelsior, Delicata, entre outras. No Brasil, conta com 30 unidades de processamento de aves, 8 unidades de processamento de suínos, 14 centros de distribuição e 21 unidades de alimentos preparados. Uma das principais empresas exportadoras do país, seus produtos chegam a 100 milhões de consumidores em mais de 130 países. Para fortalecer e ampliar sua participação no mercado global de proteínas, a Seara Alimentos mantém escritórios em diversas regiões do mundo, como China, Japão, Coreia do Sul, Cingapura, Holanda, Reino Unido, Emirados Árabes Unidos, África do Sul e norte da África. A Companhia adota as melhores práticas de sustentabilidade em toda sua cadeia de valor, além de conduzir suas operações com foco na alta qualidade, segurança dos alimentos, sustentabilidade e bem-estar animal.

 

JBS
Diretoria de Comunicação Corporativa
+55 11 3144-7997 | 5364 | 4996 
imprensa@jbs.com.br