fundo parallax

Comunicação

JBS anuncia investimentos em ações ambientais no Pará

São Paulo, 07 de outubro de 2021A despeito de o resultado da auditoria do TAC do Pará para o ano de 2018 e o primeiro semestre de 2019 ter sido impactado por uma mudança recente de critério pelo Ministério Público Federal (MPF), a JBS entende ser importante adotar medidas adicionais para reforçar seu trabalho de due diligence no Estado. Portanto, anuncia m conjunto de ações com o objetivo de reforçar a sustentabilidade da cadeia de fornecimento de bovinos no Pará e ampliar a adoção de boas práticas por toda a indústria. Os investimentos somam R$ 5 milhões.

A JBS esclarece que os resultados decorrem, principalmente, de imprecisões nas definições dos critérios de monitoramento e nas bases de dados utilizadas como referência no processo de auditoria.

Conforme mencionado pelo MPF em apresentação de 7/10, a JBS não utilizou a base Prodes 2008 tendo em vista que:

1. O Protocolo Unificado de Monitoramento da Pecuária (Boi na Linha) se refere expressamente ao “Prodes2009”, com a concordância do MPF no texto;
2. Base Prodes 2008 não foi utilizada nas auditorias anteriores;
3. Prodes 2008 não deveria conter dados de desmatamento após 01/08/2008, e a JBS não recebeu nenhuma comunicação formal sobre a existência de dados residuais no Prodes 2008 relativos a período posterior.

De toda forma, a JBS implementou novas medidas em seu sistema de monitoramento e bloqueou todas as fazendas fornecedoras do Pará com irregularidades apontadas na auditoria. E, em comum acordo com o MPF, destinará recursos a um conjunto de iniciativas no Estado, entre eles o projeto CAR 2.0, desenvolvido pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (Semas/PA) com o objetivo de automatizar e acelerar a análise e verificação do Cadastro Ambiental Rural e do Programa de Regularização Ambiental no Estado.

A companhia também ampliou os Escritórios Verdes no Pará, duplicando as operações e chegando a quatro unidades no Estado. Os Escritórios Verdes da JBS oferecem apoio gratuito para a regularização ambiental de propriedades rurais. Ainda como parte das ações anunciadas, os escritórios passarão a atuar na regularização fundiária nas propriedades dos fornecedores no Estado do Pará.  

Reforçando a avaliação dos critérios de sustentabilidade, a JBS vai auditar 100% das compras de gado no Pará.

Como forma de ampliar a adoção de critérios socioambientais para todos os elos cadeia produtiva, a JBS também vai reforçar ações para estimular a adesão de pecuaristas à Plataforma Pecuária Transparente, que permite aos produtores analisar sua cadeia de fornecimento com os mesmos critérios adotados pela JBS, de maneira segura e confidencial graças à utilização da tecnologia blockchain.