fundo parallax

Comunicação

JBS Ambiental amplia gestão de resíduos em 2019

Total de materiais reaproveitados chega a 17 mil toneladas no ano: alta de 15% em relação a 2018;
Empresa inaugurou duas centrais no ano e outras três unidades passaram por modernização

 

São Paulo, 4 de março de 2020 – A JBS Ambiental, divisão da JBS Novos Negócios responsável pela gestão de resíduos nas operações da Companhia, reaproveitou, em 2019, 17 mil de toneladas de resíduos diversos. O volume é 15% maior do que o registrado em 2018, quando a empresa reutilizou 14,5 mil toneladas de materiais.

Em 2019, três tipos de resíduos tiveram aumento mais expressivo: papelão (passou de 3 mil para 4 mil toneladas), plásticos (de 2,8 mil ton para 3,4 mil ton) e metais (8 mil toneladas contra 6,1 mil ton no ano anterior). O volume de plástico reaproveitado pela empresa no último ano é equivalente a 567 milhões de sacolas de supermercado que deixaram de ser despejadas no meio ambiente.

Os materiais são processados pela JBS Ambiental no processo de ciclo fechado e reinseridos como matéria-prima para outras funcionalidades nas operações da própria Companhia. “Nosso objetivo é dar utilidade ao material o maior tempo possível dentro da cadeia, gerar valor aos produtos, recursos e materiais e reduzir os resíduos, promovendo um ganho sustentável completo”, afirma a diretora da JBS Ambiental, Susana Carvalho.

Como exemplo da reutilização desses resíduos, o plástico que vem das embalagens de alimentos vira pallet ou estrado utilizado para o transporte de produtos, saco de lixo e até mesmo serve de insumo para a fabricação de lixeiras, mesas e bancos em protótipos que a empresa vem desenvolvendo para uso próprio.

A empresa também reaproveitou mais de 50 mil litros de óleos, graxas e similares no ano passado, ampliando em 32% (12 mil litros) o volume de 2018 (38 mil L). Esse material é destinado para reciclagem.

Expansão
Um dos fatores que contribuiu para o aumento do reaproveitamento de resíduos na cadeia produtiva foi a abertura de unidades da JBS Ambiental e a modernização de operações já existentes. Ao todo, a empresa já opera 10 unidades de reciclagem, nos estados de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Somente em 2019, foram inauguradas duas centrais de resíduos, incluindo as plantas de Goiânia e Senador Canedo, ambas em Goiás. Além das aberturas, a empresa investiu na modernização de três unidades no estado de São Paulo: Andradina, Barretos e Lins. Somadas, as inaugurações e reformas totalizam R$ 1,6 milhão em investimentos feitos pela JBS Ambiental em 2019.

Para 2020, a JBS Ambiental prevê inaugurar outras duas centrais, além de ampliar e modernizar as unidades de Campo Grande (CG1 e CG2) e Naviraí, em Mato Grosso do Sul, e Ituiutaba, no estado de Minas Gerais, no próximo ano.

 

Sobre a JBS
A JBS é uma das líderes globais da indústria de alimentos e conta com uma plataforma global de produção diversificada por geografia e por tipos de proteína. A Companhia conta com cerca de 230 mil colaboradores, em unidades de produção ou escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros – no Brasil são 130 mil colaboradores, sendo a empresa uma das maiores empregadoras privadas do país.  

No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Friboi, Moy Park, Pilgrim’s Pride, Primo, Seara, Swift, Gold’n Plump, entre outras. São mais de 275 mil clientes atendidos em todo o mundo, de 190 nacionalidades. A Companhia também atua na gestão de negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem, embalagens metálicas e transportes.

 A Companhia conduz suas operações com foco na alta qualidade, na segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade em toda sua cadeia de valor. Por meio do uso de imagens de satélite, mapas georreferenciados e dados públicos oficiais, a JBS monitora seus fornecedores de forma permanente. As melhores práticas de Bem-Estar Animal guardam estreita relação com o sucesso das operações da JBS, que trata o tema com extremo rigor e tem investido cada vez mais no aprimoramento de ações que sigam as melhores práticas de mercado.