Sobre JBS

Governança corporativa

A estrutura de governança corporativa da JBS é responsável pela definição de estratégias de investimentos, pela tomada de decisões e pelo monitoramento da relação da companhia com os acionistas e demais públicos estratégicos, o que assegura a contínua geração de valor e as condições de desenvolvimento sustentável dos negócios. Os colaboradores são orientados a realizar suas atividades com ética, transparência e foco nos resultados, em consonância com a cultura da empresa e o Manual de Conduta Ética da companhia.

Conselho de Administração
O Conselho de Administração, órgão máximo da administração da JBS, é formado por 11 membros, com mandato de 2 anos e direito a reeleição, tendo entre suas responsabilidades a definição de políticas, diretrizes dos negócios e estratégias, o monitoramento do desempenho da companhia e a supervisão da gestão da diretoria. Três desses membros são designados como independentes, e sua indicação é baseada no conhecimento do mercado de atuação e reconhecimento público. De acordo com o Estatuto Social da companhia, o órgão se reúne ao menos uma vez por trimestre e sempre que houver necessidade.

O Conselho de Administração da JBS é assessorado nas decisões estratégicas por quatro comitês:

Comitê de Sustentabilidade: identifica e trata temas críticos que representem riscos ou possam ter impacto relevante na companhia. Também tem a responsabilidade de recomendar e acompanhar a implementação de políticas e estratégias relacionadas à sustentabilidade dos negócios.

Comitê de Auditoria: tem como atribuições assessorar e analisar normas, regras corporativas, processos de divulgação e transparência das demonstrações contábeis financeiras. Além disso, avalia a qualidade dos sistemas de controles internos, bem como as auditorias interna e externa.

Comitê financeiro e de Gestão de Riscos: auxilia o Conselho de Administração e a Diretoria em relação às análises da conjuntura econômica nacional e mundial e seus potenciais reflexos financeiros na companhia. Para isso, elabora cenários e tendências para avaliar os riscos e criar oportunidades estratégicas a serem adotadas pela companhia em relação à política financeira.

Comitê de Gestão de Pessoas: propõe critérios para a avaliação de desempenho, a política de remuneração e a prática da meritocracia, tanto na alta gestão quanto nos demais níveis hierárquicos da companhia. Examina, ainda, candidatos para a eleição do Conselho de Administração, considerando aspectos como experiência profissional, conhecimento e representatividade econômica, social e cultural.

Comitê de Inovação e Marketing: o Comitê de Inovação e Marketing foi criado em julho de 2013 com a missão de criar valor às marcas da empresa por meio da construção da imagem corporativa, do portfólio e do posicionamento dos diferentes segmentos de atuação da JBS. Além disso, deve acompanhar os resultados globais da empresa e criar valor aos acionistas com a maximização das vendas e de marcas rentáveis dentro da carteira da JBS.